Associada a Touro, o segundo signo do zodíaco, a Casa 2 nos fala sobre recursos financeiros e administração das finanças. É aqui que entramos em contato com o que é necessário para o nosso sustento. E a verdade é que, até para uma pessoa desapegada de bens materiais, o dinheiro é essencial para a vida, mesmo considerando o básico. Por isso essa casa é tão relevante para todos. Muitas vezes chamada de “casa do dinheiro”, a Casa 2 vai além disso. Ela representa a nossa capacidade de produzir e de ser remunerado pelo trabalho, de gerir as finanças, nossas aptidões profissionais e ambições. 

Entender a configuração astrológica da segunda casa do seu mapa astral pode ser muito vantajoso para sua escolha profissional, associando seus talentos com a remuneração.

Um ponto importante ao analisarmos esse setor da vida é lembrarmos que, mais do que termos recursos, a grande questão é o que fazemos com esses recursos. E essas escolhas estão diretamente relacionadas à Casa 2, já que envolvem valores que têm relação direta com o que temos capacidade de produzir, ou seja, o esforço do nosso trabalho. Uma pessoa pode preferir investir o dinheiro que ganha em viagens, a outra em estudos, uma terceira em bens materiais. Cada um atribui valor às coisas do seu modo e isso é influenciado pelo signo presente na Casa 2, seu regente, além de possíveis planetas e seus aspectos. 

Neste vídeo falo de um dos aspectos relacionados ao trabalho – ligado à Casa 2. Confira vídeo abaixo:

Principais temas da Casa 2

Na astrologia, tudo aparece representado em ciclos. Assim, ao passo que a Casa 1 representa o início, o nosso nascimento como indivíduo, a Casa 2 marca o momento em que precisamos conquistar as coisas para viver. É a necessidade da materialização, como corremos atrás do nosso sustento, os bens materiais que iremos conquistar e quão isso é importante na nossa vida. 

Temas como dinheiro, ambição, escolha profissional, habilidade para gerir as finanças, nossos valores na vida e o que nos dá segurança estão fortemente presentes na Casa 2. Entender a configuração astrológica desta casa pode ser muito vantajoso para a escolha da profissão do indivíduo, associando os talentos que ele possui com a remuneração. Ao fazer o que tem aptidão, a chance de ser bem sucedido é muito maior e isso não tem a ver apenas com um bom salário. 

É claro que a Casa 2 não deve ser vista apenas como o setor que trata de bens materiais. Ela nos fala justamente sobre como lidamos com o que temos e neste aspecto, podemos ser desprendidos ou materialistas. Tudo depende da configuração da casa. Como lidamos com o que possuímos? Como aproveitamos essas coisas? Somos equilibrados ao administrar o dinheiro que ganhamos ou preferimos gastá-lo de forma fugaz? A análise da Casa 2, em conjunto com todo o Mapa Astral, pode nos ajudar a responder essas perguntas de forma bem direcionada. 

Planetas e a Casa 2

Sol na Casa 2:

Indivíduos com esse aspecto costumam ser racionais, sabendo administrar seus recursos com os pés no chão, o que pode resultar em bons ganhos. Valorizam os bens materiais e por isso trabalham duro em busca dos prazeres que o dinheiro pode proporcionar. 

Lua na Casa 2:

Esses nativos tendem a lidar com o dinheiro de forma mais emocional, depositando muito da sua segurança nos bens materiais, se apegando mais que o necessário. Por outro lado, uma frustração pode fazer com que gastem demais. 

Mercúrio na Casa 2:

O planeta da comunicação pode influenciar esses nativos a procurarem sempre novas formas de ganhar dinheiro e empreender. Entretanto, aqui a velocidade pode fazer com que essa energia fique muito dispersa. É preciso aprender a se planejar e analisar o que acontece. 

Marte na Casa 2:

A força de Marte pode fazer com que o indivíduo tenha gana e energia para conquistar bens e recursos materiais. Mas a impulsividade também pode atrapalhar, fazendo com que gaste por impulso. 

Vênus na Casa 2:

Vênus é o planeta regente de Touro, signo associado à Casa 2, então aqui ele está literalmente em casa. Esses nativos prezam pelo conforto, pela beleza e qualidade das coisas e muitas vezes podem ser mais apegados aos bens materiais. 

Júpiter na Casa 2:

Um aspecto que pode ser muito benéfico, fazendo com que o indivíduo busque conhecimento para multiplicar seus ganhos de forma eficaz. Costumam ser esforçados, e otimistas. 

Saturno na Casa 2:

Para esses nativos, é importante se sentir seguro com relação às finanças, por isso tendem a ser mais econômicos, buscando também profissões que proporcionem estabilidade. 

Urano na Casa 2:

Esse aspecto simboliza um certo desprendimento dos bens materiais. São indivíduos que podem buscar trabalhar em ideias relacionadas à inovação, pesquisas e formas alternativas de trabalho, fugindo do convencional. 

Netuno na Casa 2:

Netuno é o planeta associado aos sonhos e à imaginação e quando na Casa 2 pode revelar certas dificuldades na forma do indivíduo lidar com o dinheiro e burocracias financeiras. Por outro lado, justamente ao tentar compensar essa dificuldade, a pessoa pode desenvolver uma ganância maior que o normal. 

Plutão na Casa 2:

Aqui vemos a capacidade do indivíduo em se reinventar profissionalmente, reconstruir a vida, dar a volta por cima se preciso for. Com aptidão para enxergar além, pode identificar boas oportunidades financeiras onde ninguém vê. 

É possível também que a sua Casa 2 esteja vazia, sem nenhum planeta dentro. Isso significa que você nunca terá dinheiro ou viverá desempregado, passando dificuldades? Não, de forma nenhuma. Mas pode ser um indicativo de que posses e bens materiais não são uma grande prioridade na sua vida. De qualquer forma, para essa análise levamos em consideração o signo ali presente e a casa ocupada pelo regente da Casa 2. Por isso é importante o estudo de todo o Mapa Astral, já que na astrologia nenhum aspecto está isolado.  

A análise completa do Mapa Astral, com a interpretação das casas astrológicas, signos, planetas, elementos e a forma como todos eles interagem entre si, é fundamental para nossa jornada rumo ao autoconhecimento. Ele traz informações sobre sua personalidade, possibilidades e desafios e é uma ferramenta que nos possibilita refletir sobre decisões e escolhas que teremos ao longo da vida.