Inferno astral

O termo Inferno Astral já faz parte do imaginário popular como aquele período que precede o aniversário, onde tudo dá errado ao mesmo tempo na vida do indivíduo. Porém, apesar de muito disseminado, a verdade é que, para a astrologia, esse conceito de Inferno Astral não existe.

É importante lembrar que os trânsitos – movimentos realizados pelos planetas em seu percurso zodiacal – são os principais responsáveis por ativarem acontecimentos marcantes em um Mapa Astral, e eles acontecem em diversos momentos, independente de uma data específica, pois fazem parte da jornada de qualquer pessoa.

Assista ao vídeo: Inferno Astral, existe?

A origem do Inferno Astral

Pela astrologia, todos contamos com um ano novo pessoal, que começa justamente quando fazemos aniversário. Essa data simboliza um ciclo que se renova, onde temos doze meses pela frente, que podem ser uma chance de renascimento, vivências e aprendizados. É a chamada Revolução Solar.

Dessa forma, é natural que ao final desse ciclo, ou seja, justamente perto do nosso aniversário, a gente esteja um pouco mais cansado ou até mesmo reflexivo, analisando tudo que passamos no último ano, o que pode ser, de fato, mais desafiador.

Todo ciclo que se encerra gera mudanças e a forma como encaramos isso é que, muitas vezes, define se algo é positivo ou negativo. Tudo depende do nosso olhar. O período que antecede o aniversário nada mais é do que uma representação do encerramento de um ciclo para o nascimento de outro.

Cada mês um ensinamento

Astrologicamente, cada mês do ano, a partir do aniversário, pode ser representado por uma fase do ano novo pessoal. E o último mês seria o momento da conclusão, que pode ser vivido de uma maneira mais reflexiva, de avaliação, o momento propício para um balanço da vida, para “arrumar a casa” pensando no próximo ciclo que irá começar em breve. Com a correria da vida, a pressão em que vivemos diariamente e as distrações que cruzam nosso caminho, nem sempre conseguimos fazer essa pausa, o que pode resultar em uma sensação de esgotamento e consequentemente, de que tudo está dando errado.

Como evitar o impacto do fim do ciclo

Em resumo: como já antecipamos no início do texto, o inferno astral, de fato, não existe. O céu muda a cada instante, nos proporcionando a possibilidade de evolução. Os trânsitos astrológicos acontecem ao longo de toda a nossa vida, alguns fluidos, outros mais desafiadores, o que pode acabar acontecendo próximo ao aniversário, mas isso não está atrelado à data.

A dica aqui é aproveitar o período da Revolução Solar, um mês antes do aniversário, para fazer uma avaliação do último ano, lembrando de pegar mais leve com as cobranças.

Dessa forma, busque:

  • Ser mais gentil com si próprio;
  • Fazer um balanço dos meses que passaram;
  • Relembrar suas conquistas;
  • Separar algum momento no dia, mesmo que breve, para sua reflexão,
  • Agradecer pelos ensinamentos e aprendizados;
  • Ficar mais recluso quando sentir necessidade.

Quer descobrir como o Mapa da Revolução Solar pode te ajudar a usufruir do melhor de cada energia ao longo do ano? Ele será lançado em breve. Para acompanhar essa novidade, inscreva- se neste link e entre em nossa Lista de Espera para ser avisado em primeira mão.