Conhecidos pelos antigos estudiosos como corpos celestes errantes, por não serem fixos como as estrelas, os planetas são objetos de estudo desde as mais distantes eras. No nosso sistema solar temos oito, além da Terra. São eles: Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão. Na astrologia, além dos citados, consideramos também o Sol e a Lua como planetas, ambos de grande importância e destaque em um Mapa Astral. 

Do ponto de vista astrológico, os planetas são os responsáveis pela manifestação da potência de cada signo. Ou seja, é através desses astros que a energia emanada por um signo consegue fluir, ganhando contornos únicos. A natureza diferenciada de cada planeta produz a roupagem com a qual os signos se vestem. Por exemplo, enquanto Marte em Peixes representa a autoafirmação através da imaginação,  Marte em Escorpião simboliza a autoafirmaçao através da capacidade de realizar mudanças.  Pela simbologia dos planetas na astrologia, podemos trazer à tona os impulsos representados pelas características de cada um dos signos do zodíaco.  

Nosso Mapa Astral, a foto do céu no momento do nosso nascimento, é calculado considerando o horário e local em que nascemos. A partir daí, podemos descobrir nosso signo solar, signo lunar, a posição de Mercúrio, de Vênus e assim por diante. O Sol, que representa nossa individualidade e lado racional e a Lua, que simboliza nossas emoções e sentimentos, são os personagens centrais do nosso mapa natal e formam, junto ao ascendente e ao meio do céu, a base da nossa individualidade. Com eles, ocupando o grupo de “planetas pessoais”, temos Mercúrio, Vênus e Marte, que representam questões como nossa forma de expressão, nosso modo de amar e nossa autoafirmação.  

Entre os “planetas sociais”, temos Júpiter e Saturno, que englobam situações nas quais a sociedade faz parte, como leis, tradições, nossa posição social.  E por fim, Urano, Netuno e Plutão, os planetas geracionais. Com órbitas muito grandes, que duram longos anos, eles estão associados a questões que envolvem o coletivo, afetando gerações inteiras. 

Ao observarmos um Mapa Astral, devemos levar em conta três pontos principais com relação aos planetas: que signos cada um ativa, as casas em que estão presentes e os aspectos, que são os ângulos que eles fazem entre si, que podem ser harmoniosos ou mais desafiadores. É toda essa combinação, e mais os elementos e modalidades ali presentes, que torna cada ser humano único quando visto pelas lentes da Astrologia.  

Abaixo, reunimos os conceitos-chave de cada planeta que compõem um Mapa Astral: 

Planetas pessoais

Sol – Rege o signo de Leão. Associado à Casa 5

Simbolismo: energia vital, criatividade, consciência, brilho, centralização, magnetismo, orgulho, egocentrismo, controle, vaidade. 

Lua – Rege o signo de Câncer. Associada à Casa 4.

Simbolismo: sensibilidade, proteção, afetividade, raízes, lar, fertilidade, recordações, segurança, imaginação, fantasia, memórias, mágoas. 

Mercúrio – Rege Gêmeos e Virgem. Associado às Casas 3 e 6.

Simbolismo: linguagem, comunicação, intriga, movimento, troca, instabilidade, dispersão, informação, flexibilidade, intelecto, curiosidade. 

Vênus – Rege Touro e Libra. Associado às casas 2 e 7.

Simbolismo: amor, arte, beleza, sensualidade, harmonia, diplomacia, consumismo, desejo, estética, possessividade.

Marte – Rege Áries. Associado à Casa 1

Simbolismo: impulsividade, energia, força física, coragem, egoísmo, assertividade, impaciência, masculinidade. 

Planetas sociais

Júpiter – Rege Sagitário. Associado à Casa 9.

Simbolismo: alegria, bom humor, obstinação, proteção, sorte, ética, progresso, justiça, intolerância, desenvolvimento.

Saturno – Rege Capricórnio. Associado à Casa 10

Simbolismo: disciplina, responsabilidade, prudência, organização, racionalidade, determinação, seriedade, amadurecimento. 

Planetas Geracionais 

UranoRege Aquário. Associado à Casa 11

Simbolismo: inovação, humanismo, tecnologia, liberdade, rebeldia, inventividade, ruptura, revolução, instabilidade. 

Netuno – Rege Peixes. Associado à Casa 12

Simbolismo: sensibilidade, intuição, profundidade, ilusão, espiritualidade, fantasia, psiquismo, amplitude, abstração. 

Plutão – Rege Escorpião. Associado à Casa 8.

Simbolismo: profundidade, poder, controle, transmutação, cura, mistério, magnetismo,  obsessão, inconsciência, regeneração.   

A Astrologia é uma potente ferramenta de autoconhecimento, que nos possibilita entender nossa essência e aprender a lidar melhor com nossos conflitos internos. Quer conhecer mais? Acompanhe o conteúdo completo, aqui, no Astrologia Luz e Sombra para conferir como cada planeta pode atuar em um Mapa Astral.