luz e sombra

Pensar no sentido da palavra complementar traz uma rica ideia de soma, de unir, de acrescentar. A complementariedade de dois signos é uma ferramenta mágica que a astrologia nos proporciona. Ao perceber que as energias podem se integrar umas às outras, nos tornamos inteiros para viver com muito mais vitalidade e potência.

Escorpião – Transmutação da matéria

A energia escorpiana valoriza sentimentos profundos, está em contato com emoções, sentimentos, sensibilidade e intuição. Vive o que está além da matéria, o que não podemos comprovar a existência por meio dos sentidos do corpo, mas sentimos no nível emocional e com o coração.

Escorpião vive por inteiro cada fase da transitoriedade da vida. Ao passar por experiências de finitude, por exemplo, o fim de uma relação amorosa, a morte de alguém ou mesmo a passagem de uma fase para a outra, o escorpiano tende a se entregar a esse processo, senti-lo e digeri-lo, com o intuito de transmutá-lo. Ele compreende que a vida é um eterno abrir e fechar de ciclos, e os vive intensamente, transformando-se através deles.

Regido por Plutão, deus da morte, que reina nas profundezas onde as almas são levadas para enfrentarem o processo de purificação da vida passada e das experiências sucedidas, Escorpião se comunica com as energias que habitam nas sombras, que são potências ocultas, desejos do inconsciente. São forças que possibilitam a transformação, o renascer das cinzas, o poder de resiliência com o qual fomos todos abençoados, o famoso sacudir a poeira e dar a volta por cima.

Assista: Signo de Escorpião – Intensidade e transformação

Touro – Materialização da vida

Este signo doce e afetuoso, que traz em sua energia a manifestação da matéria através do trabalho, da perseverança, paciência, resistência e determinação, é um signo relacionado à fertilidade, pois onde ele toca as coisas se materializam. É a capacidade de produzir, criar e atribuir valor a tudo o que necessitamos concretizar para nos desenvolvermos nos diversos campos da vida.

O taurino coloca a mão na massa com dedicação e só para quando tiver um trabalho bem feito. Se recusa a fazer de qualquer jeito, principalmente na dimensão estética de sua produção. Regido por Vênus, planeta do amor e das artes, o taurino é um admirador da execução do belo. Tem prazer em apreciar uma composição estética elaborada e produzida, especialmente, por ele mesmo. Existe uma conexão forte entre o signo de Touro e o trabalho. Inclusive, até uma relação afetiva é vista por ele como trabalho, pois envolve empenho, cuidado e manutenção.

Claro que toda essa intensa relação com o mundo da materialidade gera no taurino um vínculo igualmente forte de apego a tudo o que é desta ordem.

Assista: O signo de Touro – Materialidade e comprometimento

Touro e Escorpião – Matéria criada

Todo o universo das emoções experienciado por Escorpião, pode se tornar muito poderoso e transformador se este signo se apropriar da doçura de Touro.

Exatamente por habitar nesse tumultuado universo dos sentimentos, o escorpiano crê ter controle de tudo, por ele ter de fato uma visão ampla do contexto em que se encontra, principalmente na esfera emocional. Ao perceber que o controle é uma ilusão, ele pode assumir um comportamento destrutivo, em relação aos outros e a si mesmo, jogando para o ar coisas que poderiam ser preservadas. Neste momento, ele deve se beneficiar da energia taurina, que vai ajudá-lo a enxergar a situação do ponto de vista da materialidade, ou seja, ver aquilo com o zelo de conservar e preservar. Ao abandonar o desejo de controle, Escorpião permite-se viver afetuosamente com a consciência do limite da matéria. Assim, ele se preserva em momentos de transição, quando compreenderá a importância de valorizar o que construiu até então, incluindo o tempo empregado para a realização e bom funcionamento daquilo.

Eixo conhecido como o da matéria criada, Touro e Escorpião se complementam ao agregar a eficácia de trabalhar com amor, materializando ideias e valorizando a própria criação, à relevância de aceitar que tudo o que nos dedicamos para ter, estar e ser é passageiro. Podemos e devemos desfrutar de cada uma dessas coisas com entrega, afeição e presença, porém mantendo viva a consciência de que os ciclos transitam pela vida e de que a despedida faz parte deles.

Cada vivência é um pedaço de quem somos no presente e uma mestra no nosso processo evolutivo.

Assista: O eixo Touro Escorpião

Quer entender melhor como aproveitar melhor o eixo Touro e Escorpião no seu Mapa Astral?