Casa 1 na Astrologia

Divididas em 12, as casas astrológicas representam as mais variadas áreas da nossa vida, como relacionamentos, família, trabalho, espiritualidade. Contadas a partir da linha do ascendente, cada uma delas está associada a um signo, portanto a Casa 1, a primeira das casas astrológicas, está justamente associada ao signo de Áries, o primeiro do zodíaco e que tem Marte como seu planeta regente.  

Conhecer as configurações da primeira casa astrológica do seu mapa astral é saber mais sobre si mesmo, suas iniciativas, seu temperamento, a imagem que você apresenta para o mundo e como os outros te enxergam. 

Como a contagem das casas astrológicas inicia a partir do Ascendente, o signo presente na Casa 1 do indivíduo será justamente o seu ascendente. Dessa forma, essa é a casa que fala sobre nós mesmos, nossas iniciativas, nosso temperamento, a imagem que externamos para o mundo e como somos vistos pelos outros. 

A Casa 1 representa o início de tudo. É o momento do nascimento do indivíduo, o começo da jornada, suas primeiras sensações e trocas de energia com o mundo. Por isso, está muito ligada a questões como autonomia, iniciativa, a força para o começo de um novo projeto, nossas reações mais espontâneas. Ela é uma das casas mais importantes em um Mapa Astral, pois carrega aspectos que estarão ligados ao nosso temperamento durante toda a vida. 

Quer aprender ainda mais sobre o Ascendente? Confira o vídeo abaixo:

Principais temas da Casa 1

Por abordar o início e a espontaneidade, temos a infância e pré-adolescência como as fases da vida relacionadas à Casa 1, período que ainda estamos construindo nossa personalidade e modo de ser, sendo ainda bastante moldáveis. A primeira casa também está associada ao nosso bem-estar físico, saúde, características do nosso corpo, gestos, marcas de expressão. O signo ascendente nos fala justamente sobre como construímos nossa personalidade e como nosso corpo tende a se comportar. Assim, temas como vitalidade e aparência também estão ligados à Casa 1. 

Quem tem dificuldade para lidar com as questões trazidas por essa casa, deve tentar se conhecer melhor, já que ela fala diretamente do nosso “Eu”. Ao buscarmos um autoconhecimento, podemos também nos aceitar, inclusive nossos defeitos e assim passamos a ser mais gentis conosco. 

Ao analisarmos a primeira casa, além de considerar os planetas ali presentes, devemos contemplar também o signo ascendente, que é o que estará presente na Casa 1 e também a posição do seu planeta regente. Essa é uma mistura muito reveladora sobre aspectos importantes da personalidade do indivíduo e a forma como ele reage a diversas situações na vida. 

Planetas e a Casa 1 

Sol na Casa 1:

Indivíduos que possuem o Sol na primeira casa costumam ter uma personalidade forte e magnética. Tendem a ser corajosos, confiantes e bem dispostos. Porém, quando cometem excessos, podem ser vistos como arrogantes ou difíceis de lidar. 

Lua na Casa 1:

A Lua nos fala de cuidado e emoção. Quem nasce com esse luminar na Casa 1, está sujeito a viver diferentes emoções em curtos espaços de tempo. Tendem a ser mais sensíveis, intuitivos e preocupados com o próximo. 

Mercúrio na Casa 1:

Um posicionamento positivo para a troca de ideias, experiências e aprendizados. Nativos com Mercúrio na Casa 1 tendem a ser curiosos, falantes e diretos, valorizando o pensamento lógico.

Marte na Casa 1:

Marte nos remete à força física, à coragem. É o planeta que rege Áries, o signo associado a Casa 1, portanto esse posicionamento pode trazer um acúmulo de energia. Esses nativos costumam ser destemidos, imediatistas e impulsivos. 

Vênus na Casa 1:

Indivíduos com Vênus na primeira casa tem uma tendência maior a serem vaidosos, afetuosos e dispostos a apreciar as coisas boas da vida. Devem cuidar para não se tornarem comodistas. 

Júpiter na Casa 1:

Júpiter é conhecido como o planeta da sorte. Nativos com esse posicionamento tendem a ser carismáticos, bem-humorados, confiantes e generosos. Porém, justamente por serem admirados, devem ficar atentos ao ego. 

Saturno na Casa 1:

Tal posicionamento reforça o senso de responsabilidade e dever. Tendem a ser pessoas fortes, perseverantes e rígidas consigo mesmas. Podem passar uma imagem de frias e distantes, embora isso tenha a ver com a necessidade de autoproteção. 

Urano na Casa 1:

Urano é o planeta associado às revoluções. Esses indivíduos costumam ter a liberdade como seu valor principal, valorizando também a sinceridade e a audácia. Por essa personalidade, muitas vezes podem ser vistos como insensíveis. 

Netuno na Casa 1:

Nativos com esse posicionamento tendem ser mais sensíveis, observadores e tolerantes, absorvendo as energias que existem a sua volta. Essa sensibilidade em excesso pode fazer com que se tornem desconectados da realidade. 

Plutão na Casa 1:

Aqui fala mais alto o poder de transformação trazido por Plutão. Esses indivíduos costumam ser perseverantes, profundos e muitas vezes desconfiados e mais reservados. 

É possível também que você não possua nenhum planeta na casa 1. Essa ausência não é um problema, porém pode indicar uma maior dificuldade em começar projetos, dar o primeiro passo ou até mesmo de se valorizar em relação aos outros. Para tornar o estudo mais completo nesses casos, deve-se analisar a casa ocupada pelo regente da Casa 1, pois é ali que o indivíduo focará sua atenção para conquistar reconhecimento. 

Quer saber mais como as Casas Astrológicas influenciam a sua vida? A análise completa do Mapa Astral traz informações sobre sua personalidade, possibilidades e desafios e é uma ferramenta que vai fazer você refletir sobre suas decisões e escolhas ao longo da vida.