A casa 12 na Astrologia

Encerrando o ciclo das casas acima do horizonte, que simbolizam a vida coletiva, chegamos a Casa 12, local que prepara o indivíduo para o reencontro consigo mesmo na Casa 1. Análoga ao signo de Peixes, regida por Netuno e Júpiter, a última casa do Mapa Astral pode ser um ponto de enigma até mesmo para os astrólogos, pois ela simboliza o que está além da nossa compreensão, o que não é palpável e que muitas vezes não é fácil de ser explicado. É apenas sentido. 

A Casa 12 reúne em único lugar todas as emoções, experiências e vivências que enfrentamos desde a primeira casa. É o nosso inconsciente, nosso encontro com nós mesmos. É o setor que fala dos nossos sonhos, medos, inimigos ocultos, ilusões, intuição. Tudo que não está exposto, mas vive em nós e de certa forma, são coisas capazes de organizar a alma e nos conceder paz de espírito e força para lidar com adversidades ou podem nos atrapalhar quando mal gerenciadas. 

Conheça os signos, planetas e aspectos na décima segunda casa do seu mapa astral e entenda como você se organiza e se prepara internamente para lidar com suas fraquezas, lutar contra seus demônios, enfrentar o encerramento de um ciclo e o surgimento de outro.

Dentro de nós mesmos podemos encontrar o cosmos ou o caos. E é sobre isso que a Casa 12 nos fala. Ela simboliza o sagrado desejando se manifestar. Como nos organizamos e nos preparamos internamente para lidar com nossas fraquezas, lutar contra nossos demônios, enfrentar o encerramento de um ciclo e o surgimento de outro. Em um mundo cada vez mais materialista, os assuntos tratados pela Casa 12 podem ficar mais distantes do nosso alcance, tornando-a ainda mais enigmática. 

Para saber se cuidar é preciso se conhecer. Confira também esse vídeo em nosso canal no YouTube:

Principais Temas da Casa 12  

Esta área do Mapa Astral é muito associada ao encerramento de ciclos e momentos de conclusões, mas aqui não falamos exatamente da morte. Nela temos a oportunidade de reparar os erros do passado, se estivermos abertos para isso, nos preparando para novos começos. Peixes, o signo que representa a Casa 12, traz consigo a dualidade. Nada é apenas bom ou mau. O positivo e o negativo caminham lado a lado. E a décima segunda casa nos fala também sobre isso. 

Outro tema que encontramos na última casa é a importância de um olhar mais voltado para o coletivo, porém não da mesma forma que ocorre na Casa 11, que nos mostra a importância das alianças, dos grupos e da amizade. Na Casa 12 nos damos conta que nossa existência é algo muito mais amplo do que apenas o corpo terreno, o que podemos ver e tocar. Por isso a espiritualidade é um tema tão latente neste setor. Podemos usar uma frase de William Shakespeare para resumir essa sensação: “existem mais coisas entre o céu e a terra do que julga a nossa vã filosofia”. 

Planetas e a Casa 12 

Sol na Casa 12:

Este é um posicionamento que pode estimular a empatia e a compaixão. Tais indivíduos podem ter mais facilidade de se colocarem no lugar do outro, auxiliando em suas dores. Podem ser pessoas mais sensíveis e criativas, muitas vezes com dons artísticos. 

Lua na Casa 12: 

Tal aspecto é pura emoção e pode originar uma grande sensibilidade e facilidade em absorver os sentimentos ao redor do indivíduo. Por isso é importante sempre fortalecer o lado espiritual e a saúde mental, para não se deixar abater pelas questões dos outros.

Mercúrio na Casa 12:

Enquanto Mercúrio fala de rapidez, pensamento lógico, a Casa 12 é um lugar de dualidade, de sentimentos mais profundos e da imaginação. Portanto esse posicionamento pode fazer com que o nativo busque a verdade acima de tudo como forma de ajudar as pessoas a sua volta.  

Marte na Casa 12:

Este é um posicionamento que pode fazer com que o indivíduo reprima seus sentimentos, guardando suas sensações para si. Porém, tal atitude pode ser perigosa pois ao não externarmos o que sentimos, a cura se torna muito mais difícil. 

Vênus na Casa 12:

Uma posição que pode revelar indivíduos mais caseiros, reservados e atraídos pelas questões da espiritualidade. Costumam ter muita compaixão para com o outro, se orientando pelo bem-estar geral. 

Júpiter na Casa 12:

Aqui, o indivíduo tende a ser muito sensível à dor alheia, sendo difícil se manter indiferente aos problemas dos outros. São pessoas que gostam de ajudar, se envolvem de verdade com as questões do próximo, o que muitas vezes pode sobrecarregar a pessoa.  

Saturno na Casa 12:

A Casa 12 nos fala dos mistérios da mente. Nesta posição o medo do que é desconhecido pode fazer com que o indivíduo tenha mais freios ao sonhar, fazer planos e entrar em contato com a sua espiritualidade.  

Urano na Casa 12:

Este é um posicionamento que estimula a busca pela justiça, pela harmonia, sendo muito orientado pelo bem comum. Podem ser indivíduos muito conectados a assuntos místicos, porém conseguem estabelecer um bom equilíbrio com seu lado racional. 

Netuno na Casa 12:

Aqui Netuno está em casa. É importante que o indivíduo cuide de seu equilíbrio interior, aprendendo a lidar com seus medos, sonhos e limitações para evitar problemas como insegurança.  

Plutão na Casa 12:

A profundidade de Plutão pode ser ainda mais ampliada, tornando o indivíduo muito ligado a questões emocionais e espiritualistas. Podem sentir a necessidade de controlar as situações e por isso acabam sendo resistentes a mudanças. 
Curioso para saber mais como as Casas Astrológicas influenciam nossa vida?

A análise completa do Mapa Astral, com a interpretação das casas astrológicas, signos, planetas, elementos e a forma como todos eles interagem entre si, é fundamental para nossa jornada rumo ao autoconhecimento. Ele traz informações sobre sua personalidade, possibilidades e desafios e é uma ferramenta que nos possibilita refletir sobre decisões e escolhas que teremos ao longo da vida.