O ano de 2021 terá quatro eclipses – dois solares e dois lunares. Esses fenômenos sempre aguçaram a curiosidade do homem, afinal, não é todo dia que vemos o Sol ou a Lua serem ocultados no céu. Para a astrologia, um eclipse simboliza um momento de mudanças, de quebra de alguns padrões estabelecidos e também um período que pede uma introspecção maior para analisarmos nossas emoções, sentimentos e intuição. Porém, apesar do grande interesse e certo mistério que os rondam, eles não são acontecimentos tão raros, pois a cada ano podem ocorrer de três a sete eclipses, embora nem sempre sejam visíveis para todos da mesma forma. 

Datas do Eclipses de 2021 

Se você pretende acompanhar a energia do céu e usá-la a seu favor ao longo dos eclipses deste ano, anote as datas na agenda: 

– 26 de maio: Eclipse Lunar em Sagitário

– 10 de junho: Eclipse Solar em Gêmeos

– 19 de novembro: Eclipse Lunar em Touro

– 4 de dezembro: Eclipse Solar em Sagitário 

Eclipse Solar x Eclipse Lunar

Todo eclipse solar acontece na fase de Lua Nova, quando o Sol e a Lua estão alinhados no mesmo grau. Assim, a Lua passa entre o Sol e a Terra, ocultando a luz do astro-rei por alguns minutos. Para entendermos o que esse momento significa para a astrologia, é importante resgatarmos a simbologia dos astros. A Lua representa nossas emoções e a conexão com o passado, enquanto o Sol, nossa razão e consciência. Então, temos no eclipse solar, um momento de resgate de memórias, onde podemos olhar para a nossa vida e analisar o que deve ser eliminado, sejam hábitos que não nos fazem bem, relações que já não têm sentido. Com o Sol oculto, temos um período de maior reclusão e reflexão, onde devemos nos conectar com nossa intuição, olhando para dentro.   

Já o eclipse lunar ocorre sempre durante a Lua Cheia. A Terra, posicionada entre o Sol e a Lua, projeta nela a sua sombra, que fica total ou parcialmente escondida no céu por alguns minutos. Aqui, temos justamente o ocultamento da Lua (emoção), com o Sol (razão) prevalecendo. Assim, simbolicamente, vivemos um período onde estamos aptos a buscar novos caminhos e soluções de forma mais consciente. Pode ser mais fácil se abrir para o novo, viver diferentes experiências e olhar o futuro de forma mais confiante. Podemos lidar com algo que estava oculto em nosso subconsciente e que acaba vindo tona neste período de energias mais intensas. 

Vale lembrar que, seja solar ou lunar, os efeitos de um eclipse não são vivenciados apenas no dia em que o fenômeno acontece. Eles podem ser sentidos dias antes e permanecem nos influenciando após alguns meses.  

Como podemos ser afetados?

Os eclipses são fenômenos intensos, pontos marcantes na mecânica celeste, que carregam altos níveis de energia. Vistos pelas lentes da astrologia, são aqueles momentos em que tudo acontece de forma mais rápida, muitas vezes nos dando o empurrão necessário para resolver algo que está pendente ou até mesmo acelerando um acontecimento que já se desenhava em nosso céu. 

Este ano teremos eclipses ocorrendo no eixo Gêmeos – Sagitário em boa parte do tempo. Em linhas gerais, aqui temos a busca por conhecimento e o pensamento lógico do signo de Ar versus a sabedoria, o espírito de aventura e a necessidade de expansão do signo de Fogo, sendo um par que representa a busca por variadas formas de comunicação e também de encarar a vida. Devemos estar abertos a novas ideias, buscando um caminho intermediário para solucionar problemas. Já a partir de 19 de novembro, o fenômeno passa para o eixo Touro – Escorpião, onde poderemos refletir mais acerca da nossa relação com a materialidade e finitude das coisas.

O impacto que um eclipse pode causar varia muito de acordo com o mapa astral de cada um. Em 2021, quem possui nodos lunares em Gêmeos – Sagitário e Touro – Escorpião, provavelmente estará mais suscetível a sentir os efeitos das lunações. Neste vídeo em nosso canal do YouTube, você pode entender um pouco mais sobre o papel dos nodos lunares em um mapa de nascimento: https://www.youtube.com/watch?v=KTKoHqGC5Z4

Vale lembrar que dependendo do mapa astral em questão, outros planetas e também determinadas casas são afetados. Assim, nenhuma análise pode ser feita de forma isolada, afinal, o céu e os astros estão sempre em constante movimento e interação. Aproveite esses momentos para olhar para dentro com mais calma, se conectando com o que é importante para você e com a sua essência. 

Quer aprender mais sobre o universo da Astrologia? Não perca o conteúdo completo do nosso blog