Sagitário

Mitologia

Saturno, deus do tempo, se apaixonou por Fílira – uma mortal casada com um mortal. Fílira tem um caso com Saturno e, desta união, nasce o centauro Quíron, metade homem, metade cavalo. Ela se envergonha de ter dado à luz a um ser anormal e o abandona no monte Pélion, que era um centro de estudos na Grécia, onde atuavam os grandes mestres. Quíron, ao contrário dos demais centauros, que eram tidos como tolos, tornou-se um grande intelectual e mestre. Dentre seus pupilos está Hércules, de quem ele se torna bastante próximo.

Em uma batalha em que perseguia o centauro Élato, Hércules atinge Quíron por engano, com uma flecha embebida em um veneno mortal. Por Quíron ser imortal, seu ferimento tornou-se incurável. Tamanha era a dor que sentia, que ele implorou a Júpiter, deus dos deuses, que pusesse fim ao seu sofrimento. Júpiter se comove e transfere a imortalidade de Quíron a Prometeu, que devido a uma promessa feita a Ades, deus das profundezas, morreria lentamente. O centauro é, enfim, levado ao céu na forma da Constelação de Sagitário. A sua flecha, mirando as alturas, torna-se um símbolo da transformação do ser animal em espiritual.

Ao infinito e além

Sagitário traz consigo uma energia intelectual e evolutiva muito associada aos filósofos. Por ser um signo que, com sua flecha apontada para o alto, ultrapassa os limites do pensamento. Ele sabe que nossa mente pode sempre transpor as barreiras impostas por ela mesma. E tem a certeza da existência de um mundo que está aquém das nossas definições cognitivas. Ele atira sua flecha e é com foco e determinação que vai buscá-la.

Signo de fogo, elemento que se relaciona à vontade e à ação, que tem em si o ímpeto de crescer e evoluir constantemente com intuito de ir além. Associado à casa 9, que fala das possibilidades de evolução, e é onde estudos e viagens, professores, mestres e guias aparecerão em nossas vidas. É, ainda, regido por Júpiter, o maior planeta do sistema solar, relativo à expansão, à motivação e à esperança.

Assista: Signo de Sagitário – Aventura e Expansão

Conhecimento é liberdade

A energia sagitariana vem com uma carga de otimismo, abundância e sabedoria. Ela nos beneficia ao possibilitar o dilatamento da nossa capacidade mental através do conhecimento, que, por sua vez, nos liberta das amarras psíquicas. E é aí que, livres, passamos a abrir portas, arejar arestas, descobrir novas paisagens e transpor fronteiras.

Sagitário mira no sonho, daí vem a vontade de execução e então é tomado por um sentimento muito peculiar a ele chamado fé, esta força inexplicável e milagrosa, que nada mais é do que a nossa própria vontade, pura e genuína. Significa acreditar que somos capazes, que quanto mais instruídos formos, mais aptos estaremos para evoluir. Evolução esta que somente é possível quando abrimos a mente para conhecermos mais, nos aproximarmos mais dos nossos ideais e realizá-los confiantes do nosso merecimento.

Foco e determinação

Quando o sagitariano estabelece um gol, ele arregaça as mangas, sua a camisa e só sossega quando conquista seu objetivo, o qual nunca está logo ali, mas sim bem mais adiante. E então ele se dá por satisfeito? Jamais, diante do fim, ele começa tudo de novo. Porque para um sagitariano o fim é sempre um bom motivo para mudar meta e direção e ir ainda mais longe. Grandes mudanças também podem acontecer no caminho, isto não o aflige, pelo contrário, neste contexto ele vai se aventurar pelo diferente, explorar novas culturas, absorver novos conteúdos e acalmar seu sempre intenso desejo de saber.

Tamanha insaciedade é muitas vezes interpretada como insatisfação. E talvez um bom desafio para Sagitário seja, sempre que ele se perguntar o que vem pela frente, aproveitar esta pausa para revisitar a longa jornada que o trouxe ao presente momento.

Assista: O Signo de Sagitário – Foco e Determinação

Mestres e filósofos

O signo de Sagitário está associado à filosofia. Não necessariamente a pessoas com esta formação, mas à forma como enxergam, vivem e lidam com a vida. Sempre analisando-a, experimentando-a com a humildade de quem a vive como um aprendiz diante de seu mestre, investigativo e ao mesmo tempo perplexo perante suas grandezas. Costumam ser bons conselheiros e podem ter o potencial de apontar caminhos. Muito provavelmente devido ao interesse que têm de percorrê-los, de maneira tão livre e aberta, que ao passar por eles aprendem grandes lições e é comum que tenham habilidade para passá-las adiante. Esta força de que Sagitário é dotado, amplia horizontes, nos encoraja a nos aventurarmos mais pela vida, encarando-a como aquela viagem de férias em que passamos vinte horas acordados explorando cada cantinho de onde estamos, batendo-papo com quem encontramos por onde passamos e nos permitindo todos os dias fazer algo novo. Este signo vem nos ensinar que a vida cotidiana precisa de uma pitada de férias todos os dias, para que o aprendizado nos direcione a metas cada vez mais desafiadoras através de caminhos cada vez mais incríveis.