Plutão

Regente de Escorpião, Plutão é o astro que simboliza o processo de morte e renascimento que vivemos a partir de experiências transformadoras da vida. Toda mudança gera perdas e eventualmente dores, mas, ao mesmo tempo, nos faz renascer mais fortes e nos guia em nossa evolução. Essa é a metamorfose representada pelo último planeta do nosso Sistema Solar. 

Ele é o desapego de tudo aquilo que não precisamos mais, é a força que destrói e reconstrói. Onde Plutão se encontra em nosso Mapa Astral, é ali que mergulhamos nas profundezas da alma para trazer à tona assuntos que precisam ser enfrentados. Esse movimento pode ser doloroso e difícil, mas também é o que nos permite uma chance de cura e transformação. 

Plutão leva cerca de 248 anos para dar uma volta completa em torno do Sol, permanecendo em um signo de 14 a 20 anos, aproximadamente. Dessa forma, ele é conhecido como um planeta geracional, simbolizando assim, a qualidade de toda uma geração e não as singularidades de cada pessoa. 

Quer conhecer melhor os planetas geracionais? Confira o vídeo abaixo: 

E quais as profundas transformações ocorridas em cada ciclo da humanidade e que, de certa forma, resultam no que somos hoje? É o que vamos descobrir analisando Plutão nos doze signos do zodíaco:  

PLUTÃO NOS SIGNOS

Plutão em Áries – 1821 a 1852

Período marcado por acontecimentos como as revoluções nacionalistas na Europa, a publicação do Manifesto Comunista de Marx e Engels e a invenção do telégrafo. Uma geração que vivenciou intensos conflitos de poder e uma grande busca por liderança. Este é um posicionamento que reforça a disposição para superar os desafios trazidos pelas mudanças da vida.  

Plutão em Touro – 1852 a 1884

Período marcado por acontecimentos como o início da Guerra de Secessão nos Estados Unidos, a invenção da lâmpada e a publicação de A Origem das Espécies, de Charles Darwin.  Uma geração que vivenciou transformações no campo dos bens materiais. Enquanto Touro simboliza estabilidade, Plutão traz a mudança. Um posicionamento que revela a importância de aprender através do desapego. 

Plutão em Gêmeos – 1884 a 1914

Período marcado por acontecimentos como a invenção do cinema, a descoberta da radioatividade e o primeiro voo do 14 Bis, de Santos Dumont. Uma geração que vivenciou grandes mudanças no campo intelectual. Este é um posicionamento que representa uma maior facilidade do indivíduo em lidar com as transformações que sofre ao longo da vida, sendo mais flexível e adaptável. 

Plutão em Câncer – 1914 a 1939

Período da Primeira Guerra Mundial, a chegada de Mussolini ao poder na Itália, o direito de voto às mulheres brasileiras e a assinatura do Tratado de Versalhes. Uma geração marcada por conflitos que remetem ao passado e podem transformar tradições.  Este posicionamento sinaliza uma tendência de valorização da memória e envolvimento mais profundo com questões familiares. 

Plutão em Leão – 1939 a 1957

Período marcado pela Segunda Guerra Mundial e início da Guerra Fria e o lançamento do primeiro satélite artificial, o Sputnik. Uma geração que vivenciou a concentração do poder nas mãos de líderes com grande capacidade de afetar o inconsciente coletivo. Este é um posicionamento que representa fortes convicções, autoconfiança e uma maior aptidão para a liderança.  

Plutão em Virgem – 1957 a 1971

Período marcado pela realização do primeiro transplante de coração, chegada da pílula anticoncepcional e pela saída do primeiro homem da atmosfera. Uma geração que vivenciou avanços na área da saúde e mudanças profundas na forma do trabalho e na reformulação dos padrões de produtividade. Com Plutão em Virgem, a estrutura vigente pode ser revisada e aprimorada. 

Plutão em Libra – 1971 a 1984

Período marcado pelo fim da Guerra do Vietnã, crise do petróleo e a Guerra entre Irã e IraqueUma geração que viveu grandes paradoxos, onde ao mesmo tempo em que nasceram tratados de paz entre as nações, também surgiram intensos conflitos diplomáticos. Este posicionamento reforça a importância da luta por uma realidade mais harmônica e equilibrada para todos, onde o indivíduo age pela transformação das relações e tabus sociais.  

Plutão em Escorpião – 1984 a 1995

Período marcado pela queda do Muro de Berlim, o fim da Guerra Fria e a extinção da União Soviética. Como Plutão é regente de Escorpião, aqui podemos ver suas qualidades intensificadas. Uma geração que vivenciou intensas transformações nas relações de poder e do inconsciente coletivo. Este posicionamento reforça a necessidade de trazer à tona o que está oculto, questionar determinadas lideranças e a condição de superficialidade. 

Plutão em Sagitário – 1995 a 2009

Período em que presenciamos a popularização da internet, a primeira clonagem de um animal, o atentado às Torres Gêmeas em Nova York. Uma geração que parte para a ação, marcada por transformações relacionadas a questões éticas e filosóficas. Este posicionamento reforça a necessidade, muitas vezes orientada por convicções e ideologias, de quebrar barreiras, pensar em novos paradigmas e desbravar o desconhecido. 

Plutão em Capricórnio – 2008 a 2023

Período marcado pela acentuação da crise econômica mundial, atentados terroristas e crises humanitárias geradas por longas guerras civis. Uma geração que busca transformações nas estruturas políticas, sociais e nos sistemas hierárquicos. Com este posicionamento, vemos intensificar a necessidade de controle, perseverança, cautela e a ambição. 

Plutão em Aquário – 1778 a 1798

Período marcado pela Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão e o surgimento das bases do feminismo moderno. Uma geração que vivenciou mudanças no campo social e político. Este posicionamento remete a uma transformação orientada para o coletivo, para que as sociedades vivam de forma mais justa e igualitária, sendo preciso pensar em reestruturar o sistema vigente. Plutão entrará novamente em Aquário a partir de 2023. 

Plutão em Peixes – 1798 a 1821

Período marcado pela Era Napoleônica, a disseminação da Revolução Industrial e a criação do motor elétrico. Uma geração que vivenciou transformações mais amplas, idealistas, que busca desenvolver um olhar mais empático ao todo. Com este posicionamento, os sentimentos mais profundos podem ser transmutados, o que viabiliza uma maior cura e evolução. Plutão entrará novamente em Peixes a partir de 2043. 

Você já sabe como Plutão atua em seu Mapa Astral? Para descobrir, basta ter em mãos as informações de seu nascimento, com dia, horário e local e solicitar seu Mapa Astral em nosso site.