Plutão na Astrologia

Na mitologia, Plutão, em grego, Hades, era filho de Saturno e Reia e irmão de Júpiter e Netuno. Após realizar a partilha do Universo com seus irmãos, ele herdou o reino das trevas, também chamado de inferno. Conhecido como o deus da morte, era temido por seus súditos, odiado pelos mortais e reinava soberano em seu universo subterrâneo. 

Último planeta a ser descoberto em nosso Sistema Solar e o mais distante do Sol, sendo hoje classificado como planeta-anão, Plutão é o regente de Escorpião. Como um astro para além de Saturno, ele possui uma órbita muito grande e leva cerca de 248 anos para dar uma volta completa em torno do Sol, permanecendo em um signo de 14 a 20 anos, aproximadamente. Por isso, assim como Netuno e Urano, ele também é conhecido como um planeta geracional, que nos fala mais dos efeitos coletivos em uma geração do que da esfera individual.

A ATUAÇÃO DE PLUTÃO 

Ele nos revela onde mora a nossa força escondida, onde guardamos o dom de renascer depois de momentos em que parece não haver mais nada para nos sustentar. É o poder de regeneração e cura, as transformações decorrentes das mortes e renascimentos ocorridos ao longo da vida. É também associado à Fênix, a ave mitológica que renasce das próprias cinzas, revigorada e pronta para um novo ciclo. 

Quer conhecer um pouco mais sobre Plutão? Confira o vídeo abaixo:

Sua posição em um Mapa Astral indica a área que deve passar constantemente por uma “faxina”, uma revisão, e é nela onde convivemos com nossas maiores transformações. É preciso aprender a lidar com o desapego, entender que para o novo vir, o velho deve ir, entender a necessidade de abrir mão de valores que já não nos servem.  Além disso, Plutão também fala de tudo que em nós é destrutivo, nossas intolerâncias e impulsos mais sombrios. 

Através de Plutão, podemos descobrir forças que jamais imaginávamos possuir.  São elas que nos fazem, em momentos de emergência, termos atitudes que em situações normais não seríamos capazes de imaginar. A natureza deste planeta – que pode ser destruidora e regeneradora – obriga-nos a desconstruir o que já existe, para que possamos construir uma nova realidade, atualizada, com maior potencial criativo e um novo olhar.

Através dos planetas e casas envolvidos com Plutão, morremos para os velhos padrões de vida e nascemos totalmente modificados. Onde ele se encontra, cavamos as partes mais profundas da alma, trazendo à tona assuntos e dores que podem nos incomodar. Ao mesmo tempo, é esse movimento que torna possível a cura e a transformação. 

Entender que tudo é impermanente e nada fica para sempre é um desafio muitas vezes difícil e doloroso, e, por isso Plutão é um planeta associado a temas mais espinhosos como a morte, o encerramento de ciclos, rupturas e separações. Porém, de alguma forma, todos esses assuntos fazem parte do nosso dia a dia, e, deste modo, devemos aprender a olhar para dentro e entender que essa transformação interior é vital para nossa evolução.  Quantas vezes nos vemos presos a comportamentos e situações que nos prejudicam, simplesmente porque não temos coragem de encerrar aquele padrão existente?

Plutão simboliza o processo de morte e renascimento vivido nas experiências transformadoras e as perdas decorrentes de todo e qualquer processo de mudança profunda. É o desapego de tudo aquilo que não é necessário para o desenvolvimento pessoal, é metamorfose, força que destrói e reconstrói. É onde temos Plutão que aprendemos a renascer para uma nova vida após experiências de dor e sofrimento emocional.  

ASPECTOS HARMÔNICOS DE PLUTÃO EM UM MAPA ASTRAL

  • Facilidade em lidar com mudanças e transformações; 
  • Maior controle sobre impulsos negativos; 
  • Maior capacidade de compreender nosso interior; 
  • Disposição ao desapego; 
  • Poder de cura e regeneração. 

ASPECTOS DESAFIADORES DE PLUTÃO EM UM MAPA ASTRAL 

  • Ego exacerbado;
  • Comportamentos destrutivos; 
  • Distanciamento emocional; 
  • Grande desejo por poder; 
  • Desejos obsessivos.

Você já sabe como Plutão atua em seu Mapa Astral? Para descobrir, basta ter em mãos as informações de seu nascimento, com dia, horário e local e solicitar seu Mapa Astral.