As casas astrológicas

Toda mandala astrológica é dividida em doze partes, de acordo com a hora e local de nascimento do indivíduo. Essas divisões, que nem sempre são do mesmo tamanho, são as chamadas Casas Astrológicas, que são contadas de 1 a 12, e nos falam sobre diversos setores da nossa vida, como família, carreira, relacionamentos, espiritualidade e também a nossa personalidade. Porém, as casas em si não emanam uma energia específica. O que dá significado a elas são justamente os planetas e signos ali presentes. 

Entretanto, é comum termos também casas “vazias”, ou seja, sem nenhum planeta dentro. Isso não representa nenhum problema, já que mesmo vazias, todas as casas recebem a energia dos signos e cada um deles é regido por um planeta. Dessa forma, se uma pessoa não tem planetas na Casa 3, por exemplo, que fala sobre convívio social, a interpretação desse campo da vida será feita a partir do signo e do planeta regente da Casa 3. 

Da mesma forma que os signos são classificados em Cardinais, Fixos e Mutáveis, as Casas Astrológicas são classificadas em Angulares (1, 4, 7 e 10), que nos falam sobre como iniciamos as coisas em nossa vida; Sucedentes (2, 5, 8, 11), que representam como damos continuidade e cuidamos do que foi iniciado e Cadentes (3, 6, 9, 12), que é a resolução das coisas. 

O Significado das Casas Astrológicas 

Para uma interpretação profunda das Casas Astrológicas de cada indivíduo, é fundamental a elaboração do Mapa Astral, com dia, horário e local de nascimento, para que os cálculos sejam feitos da forma correta. Ainda assim, de maneira geral, cada casa tem um significado e uma representação em nossa vida. Assim como os planetas estão ligados aos signos, as 12 casas astrológicas também estão relacionadas a eles.  A Casa 1 corresponde à Áries, o primeiro signo do Zodíaco; a Casa 2 à Touro, o segundo signo; a Casa 3 à Gêmeos, e assim sucessivamente. 

No canal Astrologia Luz e Sombra você pode conferir um pouco mais sobre as características das Casas Astrológicas.

Descubra o que cada Casa Astrológica representa em um Mapa Astral: 

Casa 1: É a casa do Ascendente, a primeira a surgir na linha do horizonte no momento do nascimento. Ela representa como o indivíduo se mostra para o mundo, seu temperamento e a forma como inicia as coisas. 

Casa 2: Está associada às finanças, como a pessoa lida com o dinheiro e também seus talentos. 

Casa 3: Simboliza o convívio social, relações afetuosas entre familiares, a forma como nos expressamos. 

Casa 4: Nos fala sobre lar, raízes e ancestralidade. Nossa memória e relação direta com a família. 

Casa 5: Associada às nossas paixões e atividades que nos dão prazer, como prática de esportes, hobbies. Também remete aos cuidados com filhos. 

Casa 6: Representa nossas atividades de rotina, nosso trabalho. Como cuidamos da gente e do outro, como nos doamos. 

Casa 7: Simboliza parcerias duradouras, sejam afetivas, como casamentos, mas também de negócios, como sociedades. 

Casa 8: Representa como lidamos com a morte, questões de herança, nosso poder de regeneração.

Casa 9: É onde dedicamos nosso tempo aos estudos, à busca pelo conhecimento mais profundo. Também está associada à viagens. 

Casa 10: Nos fala sobre a  necessidade de reconhecimento, prestígio. Representa nossa vida pública, por isso também está muito associada à carreira. 

Casa 11: Simboliza nossa relação com nossos amigos, como cooperamos uns com os outros e nossa visão social. 

Casa 12: A última casa reúne os assuntos espirituais, nossos bloqueios emocionais, medos e como lidamos com as experiências que a vida nos traz. 

Encomende o seu Mapa Astral Completo

E se você pudesse conhecer e compreender melhor as suas potências e desafios, podendo explorar seus talentos e desenvolver aspectos não tão fluentes da sua personalidade? O seu Mapa Astral traz tudo isso e muito mais…

Destaques do Blog

Ver todos