Meio do céu

Ponto mais alto do nosso Mapa Astral, o Meio do Céu representa a escolha de um caminho, entre tantos que a vida oferece, capaz de nos levar à plena realização da vocação. Ao lado do Sol, da Lua e do Ascendente, ele é um dos principais pilares na construção da nossa personalidade.

É o setor que representa o nosso propósito em relação à função que devemos desempenhar no mundo, normalmente realizada através da nossa profissão.

Vale lembrar que, pela análise de um mapa de nascimento, considerando a posição dos signos e planetas, composição das casas astrológicas e os aspectos que se desenham no céu, podemos chegar a características e qualidades que também nos auxiliam a compor nossa vida profissional.

Assim, o ideal é que a interpretação do Meio do Céu nunca aconteça de forma isolada, afinal, tudo está interligado.  

Espiritualmente, o Meio do Céu tem relação com tudo que vem do alto, que nos chega como uma benção, uma oportunidade de crescimento e amadurecimento. Para alcançá-lo, é preciso subir a montanha, enfrentar as adversidades do caminho e ter persistência para não desistir.

Essa escalada também simboliza a construção de uma carreira, onde vamos ano após ano nos desenvolvendo e expandindo nossas habilidades. Às vezes tomamos um tombo, mas levantamos e seguimos, sempre rumo ao topo. 

MEIO DO CÉU E A CASA 10 

O Meio do Céu marca o início da Casa 10, associada ao signo de Capricórnio e ao planeta Saturno. Assim, temas como maturidade, responsabilidade, persistência, limites e realidade permeiam seus domínios. A Casa 10 nos fala de regras sociais, hierarquia, status quo, realização e reconhecimento, assuntos que, em nossa cultura, estão muito associados à profissão que desempenhamos. 

Entretanto, quando o indivíduo não tem uma carreira ou não trabalha, por qualquer motivo que seja, ele pode alcançar essa realização de outras formas.

O importante é sentir-se pertencente e participante da vida pública, afinal, somos seres sociais. Estamos aqui contribuindo para a construção de uma sociedade, de um coletivo e essa contribuição pode acontecer, é claro, de outras formas que não seja, apenas, através da nossa profissão. 

Quer conhecer um pouco mais sobre o que o Meio do Céu nos fala sobre trabalho e realização? Confira este vídeo em nosso canal do YouTube:

O QUE O MEIO DO CÉU NOS REVELA 

O signo do Meio do Céu nos dá informações valiosas sobre o que precisamos desenvolver para chegarmos a uma realização profissional, os meios que facilitam conquistar os objetivos que almejamos, quais são os desafios, qualidades e virtudes que devemos trabalhar para que a “subida da montanha” seja um pouco mais fácil. 

É ele que vai apontar o propósito da nossa carreira, nossa função no plano da materialidade, ou seja, naquilo que produzimos e concretizamos. Não estamos aqui de passagem, temos algo para deixar para o mundo e é isso que o Meio do Céu nos aponta. 

Entender o nosso Meio do Céu pode ser um caminho para nos sentirmos mais satisfeitos, sem vivermos frustrados com a vida profissional, algo que é um dilema para a maioria das pessoas nos dias de hoje.

A profissão é uma fonte de renda, uma maneira de nos organizarmos e nos sentirmos úteis para a sociedade, mas o propósito dá um sentimento de realização maior, para que a gente sinta que está trilhando um caminho que faça sentido, que esteja conectado ao que acreditamos. 

“Para quem não sabe onde vai, qualquer caminho serve”. Essa famosa frase, do filme Alice nos País das Maravilhas, indica a importância de nos conectarmos com a nossa jornada.

Ao ajudar em nosso processo de autoconhecimento como um todo, a Astrologia, com a análise do Meio do Céu, também nos fornece ferramentas sobre como podemos nos sentir mais realizados, aonde queremos chegar, que metas e prioridades devemos estabelecer e como entender nosso papel no mundo. 

Você conhece o seu signo do Meio do Céu? Solicitando seu Mapa Astral é possível descobrir não só ele, mas diversos aspectos da sua personalidade, possibilidades e desafios.

São mais de 20 páginas de conteúdo completo, que podem te ajudar a compreender melhor os caminhos e propostas oferecidos pela vida.